Futuros Possíveis/ Possible Futures

Arte, Museus e Arquivos Digitais

A memória da informação em rede: o poder do usuário / The Networked Information Memory: The User Power

Deixe um comentário

Desde a consolidação do que denominamos Web 2.0 – a rede digital de plataformas de interação e conversação entre usuários, abrigando as redes sociais – tem-se clara a emergência da figura de um usuário cada vez mais autônomo em seu processo de construção do conhecimento. Além disso, tal autonomia reforça o caráter bidirecional da web, diluindo as fronteiras entre emissores e receptores, e quebrando com a tradicional hierarquia linear da comunicação.

Assistimos a um processo de produção, distribuição e absorção de conteúdos informativos na rede que ocorre por meio do chamado usuário-mídia, onde todos podem gerar, transmitir, comentar, ampliar ou rejeitar a informação que circula na rede. Nesse cenário, o valor da informação, sua respectiva credibilidade, sua amplitude e sua preservação ficam vinculados ao próprio capital intelectual do usuário e da posição que o mesmo ocupa na rede.

Com isso, a competência informativa de cada usuário passa a depender da posição que ocupa nos ambientes de relacionamento digital, do percurso que o mesmo traça para acesso a informações e conteúdos, e principalmente, de sua capacidade de construção de memória e conhecimento a partir de sua interação com a rede.

Colocamos em discussão: qual o papel dos tradicionais produtores de informação – a mídia em geral e a imprensa em particular – num cenário de inteligência distribuída? Como resulta a relação de poder na rede neste cenário de usuários-mídia?

/

Since the consolidation of what we call Web 2.0 – the net of digital platforms of interaction and conversation among users, housing social networks -, the emergence of the figure of the user has become increasingly autonomous in their process of knowledge construction. Moreover, such autonomy reinforces the bidirectional character of the web, diluting the boundaries between senders and receivers, and ending the traditional linear hierarchy of communication.

We are witnessing a process of production, distribution and absorption of information content on the net that occurs through the so-called user-media, where everyone can create, transmit, comment, extend or reject  information circulating in the internet. In this scenario, the value of information, its respective credibility, its amplitude and its preservation are linked to the users’ own intellectual capital and the role that they play in the internet.

Thus, the informative competence of each user becomes dependent on the position he/she occupies in digital environments relationship, the route that traces access to information and content, and most importantly, his/her ability to build memory and knowledge from their interaction with the net.

We would like to discuss: what is the role of the traditional producers of information – the media in general and the press in particular – in a scenario of distributed intelligence? How does it intervene in the power relation in the internet in this scenario of media-users?

Beth Saad

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s